Tratamento com acupuntura tem sido importante aliado dos profissionais do HDT durante o combate à pandemia

 

Aline Schroder, estudante de medicina, durante sessão de acupuntura no HDT.
 

A acupuntura é uma técnica milenar que vem sendo divulgada e estudada no Ocidente. Diversos trabalhos científicos têm provado sua efetividade e tornado compreensível seu mecanismo de ação, que envolve uma complexa relação entre potenciais de ação, neurotransmissores, sistema límbico, dentre outras áreas nobres do sistema nervoso central e endócrino. O Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), unidade gerida pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG), é pioneiro no cuidado de seus colaboradores usando a acupuntura. Desde outubro de 2020 a unidade conta com atendimento de acupuntura direcionado aos seus colaboradores. Já foram realizados mais 500 atendimentos, beneficiando mais de 130 profissionais.

Segundo a médica infectologista e acupunturiatra, Luciana Pineli, responsável pelo ambulatório de acupuntura do HDT, as principais queixas dos colaboradores são de dores musculares. “A maioria das queixas tem sido relacionada à dor, como enxaqueca e dores músculo- esqueléticas, além daquelas ligadas ao stress e ansiedade – muito acentuados durante a pandemia - como: irritabilidade, insônia, comprometimento da atenção e da memória e crises emocionais especialmente de raiva, medo e frustrações. Várias equipes já tiveram os benefícios constatados. Foram atendidos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da assistência, profissionais da recepção, ambulatório, lavanderia, CME/CC, farmácia, psicologia, NHVE, qualidade, RH, diretoria”, disse.

Para a assistente administrativa, Lídia Aparecida, o benefício de poder contar com acupuntura no HDT tem sido decisivo para melhoria de sua saúde. “Amo os momentos de atendimento aqui no ambulatório de acupuntura. Quero agradecer à diretoria por ter nos proporcionado toda essa estrutura e, claro, à Dra. Luciana Pineli que tem executado com maestria seu papel”, celebrou. O sucesso da acunpuntura na unidade é tamanho que, alunos do curso de medicina da PUC – Goiás podem escolher a acupuntura como prática optativa. Segundo Aline Schroder, aluna do oitavo período, a opção pelo tema representa uma maior amplitude sobre as vastas áreas da medicina.

“O ambulatório de acupuntura é para mim, uma experiência extremamente enriquecedora por me dar a chance de entrar em contato com essa prática milenar e ter uma visão mais ampla e holística sobre o processo de adoecimento e cura”, pontuou. O diretor geral da unidade, Bruno Almeida, reforçou ainda que, as melhorias alcançadas com o ambulatório de acupuntura vão muito além da questão física. “Desde que o ambulatório de acupuntura foi implantado em nossa unidade, dando aos colaboradores esse benefício, temos percebido que aqueles que passaram por sessões têm tido resultados físicos e emocionais relevantes. Além de cuidar e salvar vidas dos nossos pacientes, uma das nossas maiores missões é também cuidar de quem cuida”, finalizou o diretor.

 

Igor Guimarães (texto e foto)/ISG  
Coordenador de Comunicação - HDT
TEL.: +55 62 3201-3643 (RM)
         +55 62 9 9979-9249

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.