HMI destaca importância da doação de leite materno

Unidade do Governo de Goiás destaca importância desse alimento, que recebe atenção especial em 19 de maio, Dia Nacional e Mundial de Doação do Leite Humano

Leite materno doado por voluntárias armazenado no Banco de Leite Humano do HMI

O leite materno é a primeira alimentação humana e ideal para todas as crianças. Devido a sua composição nutricional, que contém água, vitaminas, proteínas, carboidratos, minerais, lipídios, entre outros, o leite é considerado o alimento mais completo e a melhor forma de garantir o crescimento e desenvolvimento dos bebês pelo menos até os 2 anos de idade. É também o alimento exclusivo nos primeiros 6 meses de vida da criança. 

A pediatra do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), Stephânia Laudares, explica que os nutrientes do leite materno mudam de acordo com as etapas da amamentação. “São três fases, sendo a primeira o colostro, produzido aproximadamente nos cincos primeiros dias após o nascimento do bebê e que contém macrófagos em sua composição, garantindo a proteção do recém-nascido; o leite de transição, produzido entre o 5º e o 15º dia pós-parto; e, por último, o leite maduro.” 

Entre os principais benefícios do leite materno estão: proteção contra infecções, alergias, doenças respiratórias e doenças crônicas não transmissíveis e prevenção da obesidade infantil e de certas patologias como hipertensão, diabetes e colesterol alto. “A amamentação ainda favorece o vínculo entre mãe e filho, estimulando o desenvolvimento emocional e cognitivo do bebê”, acrescenta Stephânia. 

Rede de Bancos de Leite
Unidade do Governo de Goiás, o HMI conta com o Banco de Leite Humano (BLH), que faz parte da Rede de Bancos de Leites Humanos do Estado. O BLH é abastecido com doações de mães com excedente de leite, que realizam a doação na própria unidade ou armazenam o produto em casa. 

A coleta do material é feita com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, que oferece veículo e profissionais de apoio. Após ser coletado, o leite é analisado e pasteurizado para possibilitar as condições sanitárias para o consumo. Em seguida, é congelado, podendo ficar armazenado por até seis meses.

Diante da total importância da amamentação, a doação do leite materno, seja ela em qualquer quantidade, pode ajudar recém-nascidos prematuros e de baixo peso. A coordenadora do Banco de Leite Humano do HMI, Renata Leles, destaca que maio é um mês simbólico para todos da Rede Global de Bancos de Leite Humano. 

“No próximo dia 19 de maio, comemoramos 11 anos de mobilização social em favor da oficialização do Dia Mundial de Doação de Leite Humano. Cada celebração se traduz como um momento singular e, neste ano, assim como em 2020, o enfrentamento da pandemia é um desafio para nossa criatividade.”

Comemorações
Para marcar as celebrações do Dia Nacional e Mundial de Doação do Leite Humano, lembrado no dia 19 de maio, o BLH do HMI participará, nos dias 17, 18 e 19 de maio, do Fórum de Cooperação Técnica Internacional – Doação de Leite Humano: Lições Aprendidas Durante a Pandemia de Covid-19. 

O evento virtual contará com tradução simultânea remota em três idiomas (português, espanhol e inglês). E para homenagear as doadoras, o BLH do hospital entregará lembrancinhas como forma de agradecer e enfatizar a importância da doação do leite materno.

Patrícia Borges (texto e foto)/IGH

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.