Enfermeira do Crer desenvolve programa de ensino sobre lesão por pressão

Trabalho aplicado junto a usuários da unidade do Governo de Goiás é resultado do estudo realizado pela profissional para obtenção do título de mestra na Universidade Federal de Goiás

Enfermeira Fabrícia Nayara: “Realizar meu estudo no Crer foi a possibilidade de estudar na minha segunda casa”

A enfermeira Fabrícia Nayara Oliveira Limeira, do Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer),  desenvolveu um estudo, aplicado junto aos usuários da unidade do Governo de Goiás, para prevenção e manejo de lesão por pressão. Intitulado "Prevenção e manejo de lesão por pressão: desenvolvimento de um programa de ensino e validação de material educativo para pacientes com mobilidade física prejudicada e cuidadores familiares", o trabalho é resultado do estudo realizado pela profissional para obtenção do título de mestra no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Goiás (UFG). 

A dissertação foi defendida no dia 28 de julho, e foi aclamado pela banca julgadora de especialistas no tema. "Durante o estudo, construímos um programa de ensino que visou desenvolver o conhecimento e as habilidades dos pacientes, e seus respectivos cuidadores, com mobilidade física prejudicada sobre as medidas de prevenção e o manejo de lesão por pressão. Para isso, desenvolvemos uma cartilha educativa e trabalhamos o conteúdo junto aos pacientes e seus cuidadores", explicou a profissional. 
 
Papel educativo
Tendo como missão ofertar assistência à saúde fundamentada no ensino e na pesquisa, o Crer incentiva e acredita na assistência chancelada pelo conhecimento. Para a gerente de enfermagem do Crer, Priscila Martins, o estudo fortalece, ainda mais, o papel educativo desempenhado pela enfermagem na assistência ao paciente. 
 
“O trabalho na linha de frente do cuidado ao paciente vai muito além dos procedimentos realizados. O estudo desenvolvido pela enfermeira Fabrícia é prova disso, da importância dessa atuação científica e educativa do nosso profissional. Depois da internação, o cuidado continua em casa e, por isso, é tão importante empoderar o paciente e seu cuidador, para que o tratamento tenha continuidade. A chancela do conhecimento nos permite ir cada vez mais além”, ressaltou.
 
O trabalho da profissional teve início em agosto de 2019 e seguiu até março de 2020. “Realizar meu estudo no Crer foi a possibilidade de estudar na minha segunda casa, sem falar na estrutura e organização que o hospital me proporcionou. Acompanhando de perto os pacientes e seus cuidadores, pude ver a evolução de ambos quanto ao conhecimento e habilidade para prevenir e tratar a lesão por pressão. Tudo isso reflete em mais conforto e qualidade de vida para nosso paciente.” 
 
A dissertação de Fabrícia foi orientada pela professora Maria Márcia Bachion e co-orientada pela professora Vanessa da Silva Carvalho Vila.
 

Rafaela Bernardes (texto e foto)/Agir