Observatório IpEPS

O Observatório IpEPS – Inovar para Educação Permanente em Saúde - foi idealizado pela Superintendência da Escola de Saúde do Estado de Goiás por meio da Coordenação de Apoio Técnico Regional. A construção do Observatório IpEPS surge como instrumento de disseminação de informações, espaços de interação, conhecimento da realidade estadual, congregação de atores que se dedicam a este tema, gestão compartilhada da informação, análise, e promoção de experiências. Esta conjugação e sistematização de informações, ampliam o leque de informações e transpõem barreiras espaciais por estarem em ambiente virtual.

Seu nome foi inspirado em uma árvore típica do cerrado goiano: o ipê, e na convicção da SESG de que é preciso inovar para capacitar. A beleza e exuberância de suas flores, a ramificação de seus galhos e a nobreza da madeira simbolizam a importância da educação permanente em saúde como instrumento transformador da realidade da saúde pública. Os profissionais envolvidos na EPS enxergam a beleza da transformação da realidade da saúde pública goiana; trabalham pela ramificação do conhecimento por meio dos coordenadores de educação permanente em saúde e seus diversos atores, espalhados por todas as regiões de saúde do Estado de Goiás; e legitimam a nobreza da educação em si como ferramenta de melhoria do sistema público de saúde.

Neste sentido, o Observatório IpEPS surge como um espaço de compartilhamento de experiências de Educação Permanente em Saúde em Goiás.  A ideia é reunir nesta página os relatos de práticas em todo território do Estado de Goiás de forma contínua e periódica, a fim e trocar conhecimentos de forma rápida, eficiente e dinâmica.

Tem como principais objetivos:

  • Constituir um espaço de armazenamento, divulgação e acompanhamento das ações de EPS no Estado de Goiás;
  • Dar visibilidade às práticas de EPS em saúde e compartilhar experiências desenvolvidas no Estado de Goiás;"
  • Disponibilizar informações para análise, planejamento e avaliação das ações de EPS;
  • Implantar o Observatório de EPS na SESG e por meio dele desenvolver a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde nas dezoito Regiões de Saúde do Estado de Goiás.

Para acessar todo conteúdo, clique nos links abaixo:

    •  SESG
    • Região de Saúde Central
    • Região de Saúde Centro Sul
    • Região de Saúde Entorno Norte    
    • Região de Saúde Entorno Sul
    • Região de Saúde Estrada de Ferro      
    • Região de Saúde Nordeste I
    • Região de Saúde Nordeste II          
    • Região de Saúde Norte
    • Região de Saúde Oeste I
    • Região de Saúde Oeste II
    • Região de Saúde Pireneus
    • Região de Saúde Rio Vermelho
    • Região de Saúde São Patrício I
    • Região de Saúde São Patrício II
    • Região de Saúde Serra da Mesa
    • Região de Saúde Sudoeste I
    • Região de Saúde Sudoeste II
    • Região de Saúde Sul

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.