Febre Purpúrica

Descrição: Doença infecciosa de diagnóstico recente, com alto índice de letalidade, que normalmente aparece como surto atingindo crianças. Tem grande variedade de sintomas.

Transmissão: Pelo contato direto com pessoas que estejam com conjuntivite ou por contato indireto, com transmissão via toalhas, insetos ou mãos, por exemplo. O agente envolvido é a bactéria chamada Haemophilus influenzae, biogrupo aegyptius.

Prevenção: A prevenção é feita sob orientação dos profissionais da saúde responsáveis pela assistência médica no município, seja através de serviços públicos, de credenciados ou de particulares.

Sintomas: Vão desde uma simples conjuntivite até uma síndrome séptica, com aparecimento de lesões e manchas avermelhadas na pele e nas mucosas, devido ao extravasamento de sangue.

Tratamento: É feito à base de antibioticoterapia: ampicilina ou amoxicilina associadas ou não ao cloranfenicol.

Links para Pesquisa (Artigo):

Estudo epidemiológico da febre purpúrica brasileira – Epidemia em localidade do Estado de São Paulo (Brasil), 1986