Artrite Crônica

Descrição: É um tipo de doença crônica e grave das articulações, que se apresenta sob várias formas. Em todas elas, provoca inflamação, dor e rigidez nas articulações afetadas. A doença pode aparecer sem aviso e, em certos casos, desaparecer de uma forma igualmente rápida. Em casos persistentes, as articulações enfraquecem e acabam por se deformar, a tal ponto que o seu funcionamento fica substancial ou mesmo totalmente prejudicado. Há formação de células que “atacam” as articulações, provocando dor e inflamação da membrana sinovial (membrana que reveste a articulação), com destruição, deformação e incapacidade funcional progressivas e irreversíveis.

Causa: A causa é desconhecida e não possui nenhum teste diagnóstico específico.

Prevenção: Não se conhece uma maneira de prevenir a artrite reumatoide. No entanto o diagnóstico precoce e um tratamento adequado são muitas vezes a chave para prevenir os danos nas articulações.

Sintomas: É caracterizada por articulações edemaciadas (inchadas) e dolorosas as quais se vão deformando progressivamente. Apesar da taxa de mortalidade estar aumentada nestes doentes, este parâmetro não constitui o maior problema. O maior problema reside sim na grave morbilidade (sofrimento) associada, a qual se deve à rigidez articular, dor crônica, fadiga e incapacidade funcional, limitando gravemente a vida dos doentes e seus familiares.

Tratamento: O tratamento tem como objetivos: aliviar a dor, reduzir a inflamação, minimizar os efeitos colaterais indesejáveis, preservar a força e a massa muscular (atrofias são frequentes) assim como a função da articulação e o retorno ao estilo de vida normal do paciente o mais rapidamente possível. O programa inicial básico que deve ser proposto para a grande maioria dos pacientes é: repouso adequado, terapêutica anti-inflamatória e medidas físicas (fisioterápicas) para manter a função articular e a massa muscular. Geralmente a hospitalização é desnecessária. Os exercícios, mesmo passivos (feitos com ajuda) devem ser mantidos assim como a terapia com calor (que causa dilatação dos vasos sanguíneos, com aumento do fluxo de sangue para a área e maior velocidade na remoção das substâncias metabólicas indesejáveis).