#

Procure o serviço que você precisa:
Domingo, 28 de maio de 2017

Últimas Notícias

Comitiva da SES-GO conhece Central de Regulação de Joinville

18/05/2017
Comitiva da SES-GO conhece Central de Regulação de Joinville

Nesta quinta-feira, 18, uma comitiva com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) e do município de Goiânia conheceu a Central de Regulação de leitos hospitalar de Joinville, em Santa Catarina. O município é pioneiro no Brasil ao promover a regulação de pacientes em um sistema em que a população tem acesso e monitora a fila de espera, sabendo, por exemplo, uma data provável do atendimento.

A SES-GO foi representada pelo superintendente de Acesso a Serviços Hospitalares e Ambulatoriais (Suprass), Cleudes Bernades da Costa, e por gestores de regulação e TI. Acompanhou ainda a comitiva o promotor de Justiça Eduardo Prego, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Ministério Público de Goiás.

“O objetivo da visita é conhecer o sistema, que na nossa avaliação é um dos mais transparentes do Brasil, tendo em vista a implantação do serviço em nosso Estado”, diz Cleudes. A comitiva foi recebida pelo prefeito Udo Döhler e secretária de Saúde, Francieli Schultz. Depois conheceram in loco o Complexo Regulador com sua plataforma de informações.

Segundo o superintendente da SES-GO, essa gestão dos leitos hospitalares ajuda a atender melhor a população, com informações mais precisas, acesso fácil, tanto para a população como pelos profissionais que atuam na rede. “Com isso, a SES-GO terá a oportunidade de visualizar todas as demandas e serviços, e coordenar melhor as pactuações”, diz. A expectativa é que o sistema facilite a integração entre a regulação estadual e do município de Goiânia, cidade que absorve a maioria dos serviços de saúde de alta complexidade de Goiás.

Regulação de Joinville
A Central de Regulação de Leitos funciona em Joinville e atende cidades do Norte e Planalto Norte de Santa Catarina, regulando 100% dos leitos das duas regiões. São feitas, em média, 7 mil internações por mês por meio da Central. O sistema permite que, em vez de um médico sair procurando por um leito disponível para o paciente - o que leva horas - basta acionar a Central e o uso do leito disponível (autorização de internação hospitalar) e o transporte se tornam quase imediatos.

Recomendar

//-->