Teclas de Atalho

[Alt] + [Shift] + 1em qualquer página do portal, leva diretamente ao começo do conteúdo principal da página.

[Alt] + [Shift] + 2em qualquer página do portal, leva diretamente ao início do menu principal.

[Alt] + [Shift] + 3em qualquer página do portal, leva diretamente ao rodapé da página.

[Alt] + [Shift] + cativa o contraste

[Alt] + [Shift] + aaumenta o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + ddiminui o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + rredefine o tamanho da fonte para padrão

Notícias

Vacinação atinge 17% em Goiás, com 39 municípios abaixo de 10%  

Números da primeira semana no Estado somam 16,55% para o sarampo e 16,92% para a pólio. Secretário alerta para importância da vacinação

Balanço do Ministério da Saúde, com dados repassados pelas Secretarias Municipais de Saúde, por meio //sipni.datasus.gov.br, demonstram que 39 municípios goianos estão com índices abaixo dos 10% da vacinação contra poliomielite e 38 para sarampo. Cinco municípios não informaram nenhum dado para pólio (Davinópolis, Monte Alegre, Novo Planalto, Padre Bernardo e Teresina de Goiás), e quatro para sarampo  (Monte Alegre, Novo Planalto, Padre Bernardo e Teresina de Goiás).

Os números colhidos até às 8h do dia 14 de agosto, indicam que a cobertura vacinal do sarampo está em 16,55% e da poliomielite em 16,92% durante a primeira semana de vacinação, iniciada no dia 6 de agosto.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo prossegue até 31 de agosto com o propósito de imunizar 95% das crianças de 1 ano a 4 anos, 11 meses e 29 dias de todo o Estado, o que representa 346.364 de um total de 364.626. O Dia D está programado para o próximo sábado, 18 de agosto.

O secretário de Estado da Saúde, Leonardo Vilela, conclama os pais ou responsáveis a levarem as crianças aos centros de saúde e postos de vacinação espalhados em todos os 246 municípios goianos, para que não haja o risco de reintrodução dessas doenças.

“O sarampo pode causar a morte das crianças e a poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, deixa sequelas que limitam e comprometem a vida das pessoas. Essa triste realidade foi muito comum no passado”, afirma o secretário, que é médico pediatra.

Informações on-line

Leonardo Vilela também orienta os gestores municipais a alimentarem diariamente o sistema com os números de crianças vacinadas.  “A informação é crucial nesta campanha, e a população precisa saber como está o andamento da vacinação”, alerta o secretário.

Para informar o número de crianças vacinadas, os gestores municipais devem acessar o site http://sipni.datasus.gov.br e preencher os dados referente à Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

 NÚMEROS DA CAMPANHA

Sarampo

Doses aplicadas: 60.333

População: 364.626

Cobertura vacinal: 16,55%

Poliomielite

Doses aplicadas: 61.692

População: 364.626

Cobertura vacinal: 16,92%