Teclas de Atalho

[Alt] + [Shift] + 1em qualquer página do portal, leva diretamente ao começo do conteúdo principal da página.

[Alt] + [Shift] + 2em qualquer página do portal, leva diretamente ao início do menu principal.

[Alt] + [Shift] + 3em qualquer página do portal, leva diretamente ao rodapé da página.

[Alt] + [Shift] + cativa o contraste

[Alt] + [Shift] + aaumenta o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + ddiminui o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + rredefine o tamanho da fonte para padrão

Notícias

Seminário vai debater impactos da mineração na saúde

Em parceria da Suvisa/SES com UEG e demais instituições, evento será realizado nos dias 19 e 20 de agosto, em Goiânia e na cidade de Goiás

A saúde do trabalhador na mineração será objeto de análise e avaliação durante o 1º Seminário do Poemas em Goiás – Mineração, Pesquisa e Extensão, em parceria da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), com o Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Goiás (UEG) – Campus Cora Coralina, e demais instituições parceiras.

O evento será realizado nos dias 19 e 20 de agosto, em dois momentos: dia 19, em Goiânia, e dia 20, na Cidade de Goiás. E contará com a participação do Professor Bruno Milanez, coordenador do Grupo Poemas – Política Economia Mineração Ambiente e Sociedade da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), referência em pesquisas da mineração no Brasil. Milanez tem experiência na área de Política Ambiental, atuando principalmente em temas como avaliação dos impactos da cadeia minerometalúrgica, conflitos socioambientais e capacidade ambiental.

A participação de Milanez contribuirá na condução e atualização de 30 técnicos da saúde, representantes dos trabalhadores, estudantes e pesquisadores, para analisar e avaliar os impactos que as redes de produção associadas à indústria extrativa mineral geram para a sociedade e para o meio ambiente. Na oportunidade, também será feita ampla discussão sobre pesquisa e extensão dos vários setores, com o objetivo maior de evitar desastres como as ocorridas em Mariana e Brumadinho, Minas Gerais.

Mineração

Uma das atividades econômicas de exposição à sílica, fabricação de cimento, tijolos de cerâmica, lapidação de pedras, metalurgia e construção civil, a mineração inclui minerais metálicos como nióbio, ferro, ouro, fosfato, níquel e pedras preciosas ou minerais não metálicos como calcário para uso agrícola e fabricação de cimento.

A silicose é um dos agravos prevalentes na mineração, na qual 58% da população trabalhadora está diretamente exposta. Tal atividade acumula ainda outros riscos como ruído, queimadura de exposição solar, acidentes de queda de altura e colisão entre caminhões, explosão e sobrecarga pela jornada de trabalho e trabalho noturno.

Conforme atestado em pesquisas, muitos trabalhadores da mineração reconhecem os riscos da atividade, como poeira, calor, ruído, vibração, produtos químicos, radiação solar, desmoronamento, soterramento, atropelamento, postura e levantamento de peso, foram citados os riscos com animais peçonhentos, de explosão, prensamento de membros, torção, queda do mesmo nível e tropeçar nas pedras soltas das pilhas de rejeitos.

Poemas

O Grupo Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (Poemas) surgiu a partir da necessidade de compreender o papel social, econômico e ambiental da extração mineral em escala local, regional e nacional. Composto por pesquisadores e alunos com formações diversas, utiliza conhecimentos da economia, geografia, sociologia e das políticas públicas para analisar e avaliar os impactos que as redes de produção associadas à indústria extrativa mineral geram para a sociedade e para o meio ambiente.

Além de pesquisas acadêmicas, o grupo também realiza atividades de extensão. Para tanto, desenvolve parcerias com organizações não-governamentais, movimentos sociais, sindicatos e comunidades que debatem ou sofrem efeitos das atividades extrativas minerais. Essas parcerias objetivam contribuir para um entendimento crítico sobre o desenvolvimento econômico baseado nos recursos minerais. Atua na linha de pesquisa sobre território e movimentos sociais, produção do minério de ferro, produção do alumínio, políticas públicas e mineração, modelos de desenvolvimento e inserção internacional.

Maria Mesquita, da Suvisa