Teclas de Atalho

[Alt] + [Shift] + 1em qualquer página do portal, leva diretamente ao começo do conteúdo principal da página.

[Alt] + [Shift] + 2em qualquer página do portal, leva diretamente ao início do menu principal.

[Alt] + [Shift] + 3em qualquer página do portal, leva diretamente ao rodapé da página.

[Alt] + [Shift] + cativa o contraste

[Alt] + [Shift] + aaumenta o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + ddiminui o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + rredefine o tamanho da fonte para padrão

Notícias

Saúde forma profissionais em reanimação neonatal

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) realizou nesse sábado, 14/04, das 8h às 18h, na Escola de Saúde Pública (SEST-SUS), o curso de reanimação neonatal para os profissionais de saúde dos 32 municípios com maior taxa de mortalidade infantil, no estado de Goiás. O curso faz parte das ações do Programa Siga Bebê, que tem como objetivo reduzir a taxa de mortalidade em Goiás.

Nesse ano, serão capacitados 140 profissionais, divididos em 5 turmas. Cada turma é formada por 28 profissionais, dos quais 16 são médicos de sala de parto e 12 são enfermeiros, todos médicos e enfermeiros que atuam em salas de parto de Maternidades dos municípios prioritários e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) / Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergências (SIATE).

O programa Siga Bebê faz parte do Goiás mais Competitivo, que consiste em um projeto de desenvolvimento de competitividade e melhoria de gestão pública do Estado para garantir melhor maior qualidade de vida para o cidadão goiano. Além do setor Saúde, investirá nas áreas de segurança, habitação, educação, saneamento, sustentabilidade, assistência social, infraestrutura urbana e de convívio social.

A SES-GO tem duas prioridades: a redução da taxa de mortalidade infantil e a ampliação do acesso à atenção básica no Estado. A meta de redução da mortalidade infantil é de 13,86 óbitos para cada mil nascidos vivos, em 2013 (ano de referência), para 10,6 óbitos para cada mil nascidos vivos em 2018. Hoje, Goiás ocupa o 12º lugar no ranking nacional, com base no diagnóstico situacional do Estado. Este programa recebe o nome de Siga Bebê, coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa).

Para o desenvolvimento do Programa, foram priorizadas ações de aquisição de equipamentos, otimização de processos de trabalho, articulação de parcerias e qualificação de profissionais de saúde, como por exemplo, a realização do curso de reanimação neonatal.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!