Teclas de Atalho

[Alt] + [Shift] + 1em qualquer página do portal, leva diretamente ao começo do conteúdo principal da página.

[Alt] + [Shift] + 2em qualquer página do portal, leva diretamente ao início do menu principal.

[Alt] + [Shift] + 3em qualquer página do portal, leva diretamente ao rodapé da página.

[Alt] + [Shift] + cativa o contraste

[Alt] + [Shift] + aaumenta o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + ddiminui o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + rredefine o tamanho da fonte para padrão

Notícias

Regionalização da saúde é tema de debate na Expo Municípios 2019

Encontro realizado pela Federação Goiana dos Municípios reuniu representantes de 230 cidades goianas e debateu potencialidades municipais

Convênios com as Santas Casas de Anápolis e Catalão e com o Hospital Padre Tiago na Providência de Deus, além da regularização dos repasses financeiros ordinários para os municípios goianos foram alguns exemplos de respeito ao municipalismo citados pelo governador Ronaldo Caiado, durante a solenidade de abertura da Expo Municípios 2019, no Centro de Convenções, em Goiânia. Também presente na abertura do evento, o titular da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES), Ismael Alexandrino, ressaltou a inclusão das ferramentas de saúde instaladas nos municípios na rede de assistência à saúde do Estado.

Para Alexandrino, visitar o interior e conhecer cada unidade de saúde das regiões goianas é fundamental para integrar as potencialidades dos municípios à regionalização da saúde. “A regionalização da saúde é uma das bases do tripé da gestão estadual e financiar os serviços de saúde que já existem, seja privado, filantrópico ou municipal, é uma alternativa para implementar a regionalização da saúde”, avalia. Segundo o secretário, é necessário valorizar a população do interior e descentralizar os serviços de saúde e de outras áreas dos grandes centros urbanos, promovendo mais cidadania para quem está longe da capital.

A instalação de 17 policlínicas em todas as regiões de saúde até o final da gestão também foi lembrada por Ismael Alexandrino, que pontuou os serviços que serão oferecidos nessas unidades. “Serão pelo menos 12 especialidades médicas e multiprofissional, além da realização de exames laboratoriais e de imagem, facilitando a vida de quem mora longe e atualmente percorre até 500 quilômetros para realizar consultas e exames”, explicou. Algumas dessas unidades serão equipadas com tratamentos específicos, como a prevenção ao câncer e hemodiálise, aproximando os serviços ao morador do interior. “Queremos diminuir as diferenças entre o interior e a capital e nosso foco é ter regiões autossuficientes, para que apenas os casos mais complexos sejam encaminhados para Goiânia”, afirmou.

Avaliação municipal

Presidente da FGM e prefeito de Campos Verdes, Haroldo Naves, avaliou que a pontualidade nos repasses financeiros ordinários aos municípios permitiu um fôlego para os gestores municipais que ficaram 13 meses sem receber a verba estadual. “Agradeço ao secretário Ismael Alexandrino por estar sensível às nossas demandas de saúde, repassando mensalmente as verbas que usamos para custear nossas unidades de saúde, principal porta de acesso da população ao Sistema Único de Saúde”, afirmou.

Naves lembrou ainda que investir na atenção básica, por meio do Programa Saúde da Família, é uma das formas de reduzir os gastos na média e alta complexidade. E ressaltou que a instalação das policlínicas permitirá que o tratamento especializado esteja mais próximo da população. “As pessoas moram nos municípios e a instalação desses serviços em cada região vai promover um acesso mais rápido a consultas e exames”, lembrou.

Serviços especializados

O governador Ronaldo Caiado aproveitou a oportunidade para anunciar o serviço de ressonância magnética na policlínica de Posse, além dos demais serviços que também vão compor as outras unidades. “Instalar essa unidade no Nordeste Goiano vai levar mais dignidade para aquela população, uma região com um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) que não vai mais precisar viajar para ter acesso a esses serviços”, destacou.

Caiado também ressaltou a importância da união dos gestores municipais na criação de consórcios municipais de saúde, outra ferramenta importante para reduzir custos municipais para levar saúde às regiões. O governador avaliou ainda que, em parceria com o governo federal, a saúde pública terá avanços, a exemplo dos Programas Saúde da Mulher e Doentes Crônicos, que vão receber atendimento diferenciado. “Nossa ideia é criar uma rotina de atendimento para os doentes crônicos, com visitas domiciliares periódicas, promovendo atenção especial para essas pessoas”, adiantou.

O evento

Com representantes de entidades civis e governamentais, entre vereadores, secretários municipais e estaduais, prefeitos, deputados, superintendentes do governo federal e embaixadores, a Expo Municípios 2019 busca mostrar as potencialidades — cultura, turismo, saúde, entre outros — aos participantes. Haroldo Naves também pontuou que o evento promove qualificação para os servidores públicos, com mais de 33 palestras, minicursos e workshops, além de fortalecer as lutas municipalistas na promoção de gestões mais eficientes.

No espaço destinado ao encontro foram instalados 60 estandes, dos quais 30 para municípios que puderam expor artesanatos e demais produções locais. Ao todo, foram recebidas mais de 4 mil inscrições e a participação de pelo menos 208 prefeitos para os dois dia. “O evento contou com 13 representações diplomáticas, como o embaixador da África do Sul, e isso nos permite trocar experiências e propor exportações, gerando emprego e renda para quem é do interior”, avaliou Naves.

Felipe Cordeiro (texto) e Erus Jhenner (fotos), da Comunicação Setorial