links de interesse mapa do site webmail

 
Imprimir

Currculo do Secretrio

21/11/2014


Halim Antonio Girade, médico, mestre em ciência política, é atualmente Secretário de Estado da Saúde de Goiás, empossado no cargo pelo governador Marconi Perillo em janeiro de 2014. Anteriormente, desde 2011, foi superintendente-executivo da pasta e responsável pela execução, implantação e monitoramento dos programas e projetos e saúde da Secretaria.

Com perfil técnico, tem experiência nas três esferas de governo:

Federal - como o primeiro Coordenador Nacional do Programa de Agentes Comunitários de Saúde ocasião em que criou o programa e como Oficial do UNICEF/ONU tendo assessorado ao Ministro Henrique Santillo onde instituiu o Programa de Saúde da Família no país.

Estadual - já havia sido Secretário de Estado da Saúde de Goiás de abril de 1990 a março de 1991, no governo Henrique Santillo.

Municipal - como Secretário Municipal de Saúde em Planaltina de Goiás (GO), de 1983 a 1984 e em Mambaí (GO), de 1984 a 1987.

Atuou na Organização das Nações Unidas (ONU), da qual foi funcionário por 18 anos, de 1993 a 2011, pela agência Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef), coordenando o Programa de Saúde e Desenvolvimento Infantil no Brasil. Respondeu pelos programas de Saúde na infância pelo Unicef em Recife, tendo atuado na Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Foi chefe dos escritórios do Unicef/ONU para a Amazônia em Belém e Manaus.

Teve atuação em situações de crises internacionais, como chefe do Núcleo de Emergência no Haiti, pelo Unicef, na fronteira entre a República Dominicana e Haiti, por ocasião do terremoto de 2010. Na Bolívia, ele foi responsável por coordenar emergência pelas enchentes no Distrito de Beni. Foi coordenador de emergências do Unicef no Brasil. Pelo Ministério da Saúde coordenou as ações contra cólera por meio dos Agentes Comunitários de Saúde na Amazônia de 1991 a 1993.

É autor de várias publicações de Saúde Pública, destinadas principalmente à análise de situações de saúde e de indicadores para a tomada de decisões estratégicas e outras voltadas ao fortalecimento das políticas públicas, sob enfoque de direitos, no fortalecimento dos municípios e das famílias na atenção às crianças.