links de interesse mapa do site webmail

 
Imprimir

Centro de Educao em Sade destaque na revista Escola em Foco

04/10/2012

O Centro de Educação Profissional de Saúde do Estado de Goiás (CEP-Saúde) é destaque na revista Escola em Foco, da FioCruz. Segundo a publicação fluminense, a escola reafirma o compromisso com a formação dos profissionais do SUS, adotando estratégias da educação permanente e metodologias ativas de ensinoaprendizagem. De lá para cá, a escola formou 13.800 profissionais. A experiência da escola na formação profissional em Saúde remonta o Programa de Formação em Larga Escala de Pessoal de Nível Médio e Elementar para os Serviços Básicos de Saúde, conhecido como Projeto Larga Escala, do Ministério da Saúde, que fomentou a formação na área na década de 1980.

Nesse contexto, a extinta Escola de Auxiliar de Enfermagem — que mais tarde deu lugar ao Cepsaúde —, criada em 1981, surgiu com a função de qualificar o enorme contingente de trabalhadores do Hospital Geral de Goiânia que atuavam sem a devida formação. “A transformação em Centro de Educação Profissional de Saúde deu-se em função da necessidade de ampliação da cobertura, não apenas em termos numéricos, e, sobretudo, em razão da diversidade de formações que foram apoiadas pelo Ministério da Saúde”, afirma Meire Incarnação Soares, Superintendente de Educação em Saúde e Trabalho para o SUS da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás.

Hoje, o CEP-Saúde faz parte da estrutura da Escola Estadual de Saúde Pública de Goiás Cândido Santiago, que, por sua vez, integra a Secretaria de Saúde do estado. A escola funciona em prédio do governo estadual e sua estrutura física, atualmente em reforma, conta com salas de aulas, laboratórios e um auditório. Mas, entre os principais planos para o futuro da instituição está o de construir uma sede própria e ampliar as certificações oferecidas.


“Queremos construir uma nova sede. Temos um terreno e uma planta que atende as especificações da Educação. Precisamos de um espaço maior, mais adequado e que seja construído segundo o ideal de escola”, defende a superintende.

A matéria completa pode ser conferida no site  www.retsus.fiocruz.br