links de interesse mapa do site webmail

 
Imprimir

Lacen-GO referncia na realizao de exames para identificao dos tipos de vrus de dengue

31/01/2012

Referência na realização de exames em Goiás, o Laboratório de Saúde Pública Dr.  Giovanni Cysneiros (Lacen-GO) foi preciso ao confirmar o diagnóstico de dengue do governador Marconi Perillo. Conforme explica o biomédico do Lacen, Luiz Augusto Pereira, o diagnóstico de dengue segue três caminhos. Primeiramente, o teste sorológico. São dois tipos: MAC-Elisa, feito quando o paciente está com os sintomas há mais de cinco dias; e o NS1, com até cinco dias do início dos sintomas.

A chefe da Divisão de Biologia Médica do Lacen, Carmen Helena Ramos, esclarece que os testes de isolamento servem para identificar a presença de vírus no paciente e devem ser solicitados pelo médico. Para identificar o sorotipo viral são necessários outros exames: o isolamento viral e o PCR.  O teste de PCR é mais sensível e mais rápido, podendo ser utilizado em casos graves, quando o paciente tem febre hemorrágica e apresenta complicações neurológicas, por exemplo. “É importante ressaltar que o teste de PCR depende do quadro clínico e é feito por solicitação do médico quando há necessidade de identificação do sorotipo viral”, ressalta Carmen.
 
O Lacen-GO realiza exames para diagnóstico da dengue para grande parte dos municípios goianos. Algumas cidades, como Goiânia, Anápolis, Rio Verde, Itumbiara e Catalão, já realizam exames de sorologia. Mas todos os demais são feitos somente no Lacen. No ano de 2011, de acordo com informações da Divisão de Biologia, foram realizados 8.180 exames de sorologia, 1.905 de isolamento viral, 1.081 de NS1, e 117 testes de PCR.