Teclas de Atalho

[Alt] + [Shift] + 1em qualquer página do portal, leva diretamente ao começo do conteúdo principal da página.

[Alt] + [Shift] + 2em qualquer página do portal, leva diretamente ao início do menu principal.

[Alt] + [Shift] + 3em qualquer página do portal, leva diretamente ao rodapé da página.

[Alt] + [Shift] + cativa o contraste

[Alt] + [Shift] + aaumenta o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + ddiminui o tamanho da fonte

[Alt] + [Shift] + rredefine o tamanho da fonte para padrão

CREDEQ Prof. Jamil Issy – Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química de Aparecida de Goiânia

Diretoria

  • Superintendente Executivo: Salete Maria de Sousa Reis


    62 3952-5504
  • Diretor Geral: Cleison Rodrigues da Silva


    62 3952-5505
  • Diretor Técnico: Tiago Batista de Oliveira


    62 3952-5507
  • Diretor Administrativo: Francisco de Assis Queiroz


    62 3952-5506

Localização

Avenida Copacabana, s/n – Setor Expansul, Aparecida de Goiânia – GO, 74986-260

Visualizar no mapa

Prestação de Contas

Acesse aqui

O Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química de Aparecida de Goiânia – CREDEQ Prof. Jamil Issy é uma unidade mista (assistência em regime ambulatorial e de internação ou acolhimento residencial) para tratamento e reabilitação psicossocial de pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. O objetivo é proporcionar a adesão ao tratamento de pacientes graves e de maior complexidade.

A unidade é gerenciado pela Organização Social Comunidade Luz da Vida. O Centro de referência contará ao todo com cerca de 360 profissionais. A unidade foi edificada ao custo de R$ 20 milhões, com mais de 10 mil metros quadrados construídos e custeio mensal de R$ 602 mil, com recursos do tesouro estadual.

A unidade realiza mensalmente cerca de 612 consultas médicas por mês e 1700 atendimentos multiprofissionais Os pacientes receberão atendimento via encaminhamento da Central de Regulação Estadual a partir de solicitação feita pelos Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS AD) ou Unidades Básicas de Saúde nos municípios que não possuem CAPS.

O público alvo será de crianças com até 12 anos incompletos, adolescentes e adultos, gestantes, puérperas e idosos. Esses pacientes serão atendidos quando se exaurirem os recursos extras hospitalares para o devido tratamento. Todos serão admitidos na unidade, voluntariamente. As visitas familiares serão feitas diariamente.

 

Informações

  • A unidade terapêutica que também servirá de centro de pesquisa avançada em toxicologia contará com 3 núcleos principais que são: núcleo adulto, adolescente e infantil.

    O Núcleo adulto terá um ambulatório médico com 2 consultórios, uma área de pronto-atendimento com um consultório médico, uma casa de desintoxicação com 6 leitos, posto de enfermagem (atendimento médico e de enfermagem 24h), uma sala de reanimação e copa. A casa de desintoxicação terá média de permanência de até 7dias.

    O mesmo núcleo contará, ainda, com outras 3 casas de reabilitação com capacidade para 12 leitos cada casa. Cada uma delas terá um posto de enfermagem com assistência médica 24 horas.

    O Núcleo para adolescentes contará com a mesma estrutura do núcleo adulto e a ala infantil terá desenho diferenciado com isolamento dos demais núcleos citados. São duas casas com 12 leitos cada, sendo 12 para as crianças e 12 para o adulto responsável. Haverá para os pequenos salas de aula (para atividades escolares complementares), biblioteca, brinquedoteca e musicoterapia.

    Todos os três núcleos atenderão, separadamente o sexo masculino e feminino, até mesmo a ala infantil.

    No centro da unidade terá uma piscina adulto e infantil, quadra poliesportiva, vestiário masculino e feminino, quadra de peteca e um campo de futebol.

  • No Credeq o paciente passará, primeiramente, pela unidade de admissão que funcionará 12h. Ele será consultado com psiquiatra especialista em álcool e drogas e pela equipe multiprofissional composta por psicólogo, assistente social, enfermeiro.

    Nessa primeira triagem será avaliada a possibilidade de internação para o leito de desintoxicação, com média de permanência de até 7 dias, e na sequência, será encaminhado às casas de reabilitação para prosseguir com o tratamento.

    Caso o paciente não necessite de acompanhamento para desintoxicação será encaminhado, diretamente, para as casas de reabilitação.

    A estrutura ambulatorial funcionará 12h e atenderá os egressos ( pacientes que receberam alta e necessitam voltar à unidade para acompanhamento sem internação (consultas, terapias, atividades lúdicas e outros).

    Além disso assistirá, também, aos pacientes que não necessitam de internação quando avaliados primeiramente pela unidade de admissão, porém carecem de comparecer ao Credeq para acompanhamento complementar assim como consultas ou participar de terapias. 

    O programa terapêutico a ser desenvolvido no Credeq propõe a união de metodologias efetivas, baseadas em evidências científicas e diretrizes preconizadas pela Política Nacional de Atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno mental, e com problemas decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.

  • Em todos os espaços do CREDEQ, será aplicado o modelo de gerenciamento de casos (profissional de referência) associado às discussões diárias com os demais profissionais da equipe, no intuito de desenvolver o projeto terapêutico e a reinserção social por meio da articulação com a Rede de Atenção Psicossocial e intersetorial. Este deverá levar em consideração as necessidades do indivíduo, que foram identificadas durante o acolhimento e avaliação inicial.

    As atividades multiprofissionais contarão com psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, musicoterapeutas, educadores físicos, pedagogos, biblioteconomistas, nutricionistas e farmacêuticos.

  • Este item faz parte de um dos pilares do Credeq que propõe como resultado final do tratamento o resgate da cidadania e a reinserção social. O objetivo é buscar projetos em parceria com as instituições citadas para realização de cursos profissionalizantes, parcerias com empresas privadas para jornadas de trabalho flexíveis, estímulo às iniciativas de geração de trabalho e renda, empreendimentos solidários e cooperativas sociais como resultado do resgate da cidadania do paciente atendido pelo Credeq.

    Uma equipe formada, predominantemente, por assistentes sociais, estará em permanente contato com os gerentes de caso, participando ativamente das reuniões de equipe na construção do projeto terapêutico. Espera-se com isso, atender de forma efetiva às diversas demandas do usuário e suas famílias, que vão muito além das necessidades médicas ou psicológicas.

    Para tanto a Rede Intersetorial constituídas pela Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria Estadual de Educação, Secretaria Estadual de Cidadania e Trabalho, Secretaria Estadual de Segurança Pública e Justiça, Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico Teixeira, Agência Goiana de Esporte e Lazer, Agência Goiana de Habitação, OVG, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial/ SENAC, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/SENAI, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas/SEBRAE, Comitê Gestor Interinstitucional de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, Ministério Público, instituições universitárias e iniciativa privada vão atuar como parceiros para promover a reinserção do indivíduo na sociedade e no mercado de trabalho.

    • Atendimento Psiquiátrico
    • Acompanhamento psicológico (individual e grupo).
    • Acompanhamento familiar: terapia de família com visitas domiciliares;
    • Grupo de comorbidades: abordagem profissional para avaliação aspectos relacionados tanto à dependência química quanto ao transtorno psiquiátrico coexistente;
    • Atividades complementares executadas por grupos de expressão corporal, artes circenses, teatro, dança, poesia, música, pintura, leitura, musicoterapia, atualidades e videoterapia, cerâmica, artesanato, terapia com animais, jardinagem, tapeçaria, tear, culinária, informática  e horta terapêutica;
    • Atividades físicas como natação, hidroginástica, técnicas de relaxamento e alongamento, caminhada e corrida, futebol, peteca, tênis de mesa, artes marciais yoga e outros. Reforço da espiritualidade com respeito às religiões dos internos como estratégia contra o uso de drogas; Realização de atividades lúdicas (infantil);
    • Proposta Pedagógica: apoio educacional com salas de aula para crianças, adolescentes e adultos, com objetivo de reinserção escolar e profissional;
  • O objetivo do governo estadual é, particularmente,  estender a Rede Credeq para outros municípios goianos avaliados, de fora estratégica, pela necessidade de atendimento específico para usuários de álcool e outras drogas. Para tanto, estão sendo edificadas unidades em Quirinópolis, Caldas Novas Goianésia e Morrinhos.

  • Acompanhe aqui.

  • Perfil do paciente:

    Crianças com até 12 anos incompletos, adolescentes e adultos (masculino e feminino), gestantes, puérperas e idosos que necessitem de tratamento de alta complexidade, devido à grave comprometimento biopsicossocial pelo uso de crack, álcool e outras drogas, para os quais os recursos extra-hospitalares se mostrarem insuficientes no momento.

     

    Critérios de inclusão:

    • Crianças, adolescentes e adultos com diagnóstico atual de uso nocivo/dependência de crack, álcool e/ou outras drogas;
    • Crianças, adolescentes e adultos com comprometimento biopsicossocial;
    • Dependente químico enviado ao CREDEQ, preferencialmente pela RAPS;
    • Avaliação pela equipe multiprofissional do CREDEQ.

     

    Critérios de Exclusão:

    Comorbidade com doenças clínicas que exijam cuidados intensivos ou atenção especializada (p. ex., Pneumonia ou Diabetes descompensada);

    Comorbidade com transtornos psiquiátricos graves não-compensados (p. ex., portador de Esquizofrenia em vigência de um surto psicótico), retardo mental grave ou transtornos neuropsiquiátricos de etiologia orgânica não-compensados (p. ex., Demências).

  • Confira neste link.